Tribunal lança classificação dos processos com base nos eixos temáticos da Agenda 2030

?A Secretaria Judiciária do Superior Tribunal de Justiça (STJ) adotou, como forma de contribuir para a implementação da Agenda 2030 das Nações Unidas, uma nova classificação dos processos, com base nos eixos temáticos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A agenda – adotada pelo STJ – é um acordo global para promover o desenvolvimento sustentável do planeta em três dimensões: econômica, social e ambiental. Descrita em um plano de ação que indica 17 objetivos, subdivididos em 169 metas, a agenda busca, no âmbito da Justiça, garantir os mesmos direitos a todas as pessoas, sem qualquer tipo de discriminação.

A nova ferramenta, que observa os critérios da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), permite ao usuário vários tipos de pesquisas e cruzamentos de dados com base na correlação entre os processos e os ODS.

O projeto tem o objetivo de fornecer dados estatísticos sobre processos em tramitação para subsidiar as instituições que trabalham com políticas relacionadas aos ODS, sem nenhuma interferência no mérito dos julgamentos.

STJ é pioneiro na classificação por ODS e na criação de painel

O titular da Secretaria Judiciária, Augusto Gentil, destacou que essa é uma iniciativa inédita. Segundo explicou, "o STJ foi o primeiro tribunal a adotar a classificação dos processos com base nos eixos temáticos definidos nos ODS e está estampando essas informações para o público por meio de um painel de consultas".

De acordo com o secretário, o painel pretende oferecer uma apresentação amigável, fácil de ser compreendida pelo usuário, de forma que ele possa obter rapidamente as respostas para questões como a quantidade de processos relacionados a um ODS específico ou qual o ODS mais frequente nos processos que tramitam no tribunal.

O gestor ressaltou que a nova ferramenta permitirá ao STJ analisar as demandas processuais com novas abordagens, para compreender melhor o impacto de sua atuação em relação aos ODS e desenvolver estratégias para a aplicação de políticas públicas, com base nos eixos temáticos da Agenda 2030.

O coordenador de Classificação e Distribuição de Processos, Jorge Cruz Júnior, apontou que, a partir desse trabalho da Secretaria Judiciária, será possível identificar os direitos mais violados ou ameaçados, à luz dos 17 ODS. "Isso permitirá estabelecer estratégias e políticas para a atuação do STJ, em busca de uma sociedade pacífica e inclusiva, alinhando-se à Agenda 2030", declarou. 

Assuntos dos processos serão correlacionados com os ODS

A Secretaria Judiciária é responsável por classificar e fazer a distribuição dos processos no tribunal. Os processos que chegam ao STJ são identificados e registrados no sistema eletrônico de acordo com o respectivo assunto, conforme a tabela única de classificação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A informação fica disponível na ferramenta de pesquisa processual.

Nessa atualização do sistema, segundo Jorge Cruz, foram criados campos de busca relativos aos ODS, os quais passaram a ser vinculados aos assuntos da tabela unificada no banco de dados. "O que fizemos foi correlacionar os assuntos dos processos a cada Objetivo de Desenvolvimento Sustentável", informou.

"Esse é o primeiro passo. Agora, será necessário disponibilizar esse dado nos diversos sistemas do STJ, para ser consumido nas atividades judicantes e gerar insumo para a estratégia da corte", completou.

Acesso ao painel de classificação por ODS está disponível

Para conhecer o novo painel de classificação, clique na aba "Processos", na parte superior do site, e depois em "Processos Judiciais por ODS (BI)". Também é possível visualizar a ferramenta pelo link da Agenda 2030, no menu à esquerda da homepage.

vti_charset:SR|utf-8
CampoResumo2:SW|
vti_folderitemcount:IR|0
CampoExibirNaHome:BW|false
DisplayTemplateJSTemplateHidden:IW|0
display_urn\:schemas-microsoft-com\:office\:office#PublishingContact:SW|Camila Santos Costa
PublishingContactEmail:SW|
vti_timelastwnssent:TR|14 Apr 2023 11:11:01 -0000
CampoProcessosRelacionados2:SW|
CampoTituloChamada:SW|
vti_iplabelpromotionversion:IW|0
PublishingContact:IW|97
vti_previewinvalidtime:TX|13 Apr 2023 20:45:17 -0000
CampoCategoria2:IW|1
vti_writevalidationtoken:SW|QlXhz7HshSUA/5Q3fbGz1QHV220=
ContentTypeId:SW|0x010100C568DB52D9D0A14D9B2FDCC96666E9F2007948130EC3DB064584E219954237AF390028C222943FF17147A8DFF100E78AD63E009AE7A42EF36FBD45885808727835AC84
CampoMinistros:SW|
PublishingIsFurlPage:IW|0
vti_decryptskipreason:IW|6
CampoCreditoImg:SW|
CampoImagemMiniatura2:SW|
vti_sprocsschemaversion:SR|16.0.842.0
PublishingContactName:SW|
vti_areHybridOrphanHashedBlobsCleaned:BW|false
PublishingPageLayout:SW|https://stjjus.sharepoint.com/sites/portalp/_catalogs/masterpage/LayoutConteudoPadraoPortalSTJ.aspx, Layout Conteúdo Padrão Portal STJ

Fonte: http://www.stj.jus.br/sites/portalp/Paginas/Comunicacao/Noticias/2023/14042023-Tribunal-lanca-classificacao-dos-processos-com-base-nos-eixos-tematicos-da-Agenda-2030.aspx

Sobre o Autor

Sandro Rizzato

Sócio Fundador do escritório Pagotto, Rizzato & Lyra Sociedade de Advogados

Isso vai fechar em 0 segundos

Enviar Mensagem
Contato
Bem-vindo ao WhatsApp do escritório Pagotto, Rizzato e Lyra Sociedade de Advogados!

Por favor, aguarde um momento enquanto redirecionamos sua mensagem para um de nossos advogados especializados.

Se preferir, também pode nos contatar pelo telefone (27) 3235-8268.